Papilomas no pescoço - causas e tratamento, métodos de remoção, remédios populares

Os papilomas no pescoço são crescimentos alongados ou arredondados que, muitas vezes, são causados pelo HPV (vírus do papiloma humano). É impossível eliminar completamente esta infecção do corpo, vários métodos de sua excisão são muito mais acessíveis.

Além do problema da remoção, surgem dúvidas sobre a prevenção do aparecimento e da recorrência da doença, fortalecendo o sistema imunológico. A infecção pode provocar um aumento no tamanho das neoplasias e um aumento em seu número.

Na maioria das vezes, as pessoas com imunidade suprimida na idade de 30 a 40 anos sofrem das manifestações do papilomavírus.

Sintomas de HPV

O vírus do papiloma pode ter as seguintes manifestações:

  1. Verrugas- Verrugas com bordas irregulares, semelhantes à couve-flor.
  2. Verrugas- pequenos crescimentos na pele.
  3. Papulose bowenóide- pequenas erupções cutâneas múltiplas.

Importante!Muitas pessoas acreditam que os pólipos nos intestinos são a causa de crescimentos no pescoço e nas axilas, mas isso é um equívoco.

Razões para o aparecimento

Papiloma no pescoço da menina

O crescimento excessivo de pólipos causa HPV. É bastante difundido e ocorre em mais de 70% da população.

O período de incubação do papilomavírus pode ser de vários anos, portanto, uma pessoa pode ser portadora do vírus mesmo sem saber.

O papilomavírus se manifesta como crescimentos no pescoço como resultado da influência de certos fatores:

  • Deterioração da imunidade. . . Essa é a principal causa do aparecimento de neoplasias, que ocorre em todos os pacientes. A regularidade dos resfriados aumenta, o processo de remissão é de longo prazo.
  • Distúrbios do trato gastrointestinalcausada por, entre outras coisas, envenenamento, disbiose ou infecções intestinais.
  • Exacerbações alérgicas. . . O corpo humano gasta muita energia na resistência ao alérgeno, então o HPV pode se tornar ativo.
  • Doenças metabólicas, incluindo diabetes mellitus, obesidade, gota.
  • Situações estressantes. . . Condições como superexcitação do sistema nervoso são inevitavelmente acompanhadas pelo esgotamento dos recursos do corpo e criam um ambiente favorável para a reprodução do vírus.

Importante!O vírus do papiloma pode permanecer viável fora do corpo humano por algum tempo, especialmente em um ambiente com umidade suficientemente alta. Portanto, é importante seguir as regras de higiene na praia, banho turco, piscina, sauna ou ginásio.

Maneiras de infectar crianças

O vírus do papiloma pode entrar no corpo de uma criança das seguintes maneiras:

  1. Congênito. . . A doença é transmitida pela mãe durante o desenvolvimento fetal ou durante o parto.
  2. Contato e família. . . Uma criança é infectada por um portador de HPV por meio de brinquedos, pratos comuns, toque, roupas íntimas.
  3. Auto-infecção. . . Uma maneira comum quando a higiene pessoal não é seguida. A infecção é possível se a criança arrancar rebarbas e roer as unhas, tirar feridas ressecadas, não lavar as mãos.

As crianças costumam ser infectadas em instituições pré-escolares, o que é facilitado por um grande número de contatos. Além disso, o aparecimento de neoplasias no pescoço provoca alta umidade do ar, sendo possível a infecção após a ida à piscina ou ao banho.

Formas de infecção para adultos

Em adultos, existem mais fontes de infecção. Eles podem pegar o vírus por meio de:

  • Utensílios domésticos. . .
  • Aperto de mão. . .
  • Como resultadocontatos sexuais. . .
  • A infecção também ocorre através decortes,rachadurasouerosãona pele.
  • Vírions ativos aparecem no pescoço, geralmente devido adisfunção da microcirculação sanguíneacomo resultado de usar um sutiã apertado, lenços, roupas apertadas. . .
  • Aumento da sudorese comusando vários cosméticos na área do decotecria condições favoráveis para a propagação do HPV. Sob sua ação, as células da epiderme crescem rapidamente, levando ao aparecimento de papilomas.

Importante! O papilomavírus humano freqüentemente penetra através de itens de higiene pessoal, então pinças de sobrancelha, conjuntos de manicure / pedicure e uma lâmina de barbear devem ser estritamente individuais.

Tipos de papilomas

Múltiplos papilomas no pescoço

Os papilomas podem ter uma aparência diferente, que depende do tipo de neoplasia ou do seu tamanho. Existem crescimentos grandes ou pequenos, únicos ou múltiplos, localizados localmente ou em cachos cobrindo todo o pescoço.

O aparecimento de papilomas é possível em absolutamente qualquer lugar do pescoço e, com o tempo, podem se espalhar para o tórax e rosto, axilas, braços e costas. Tais mudanças significam multiplicação ativa do vírus e a progressão da doença, força insuficiente de imunidade.

O crescimento da pele pode diferir na estrutura, portanto, existem:

  1. Apartamento- as neoplasias surgem acima da pele, têm uma cor amarelada, rosa ou marrom. Geralmente, pequenos papilomas aparecem no pescoço, não ultrapassando 5 mm de diâmetro.
  2. Filiforme- primeiro surge uma protuberância amarelada, que se alonga e cresce, transformando-se em uma perna com uma bola na ponta. Parece uma gota.
  3. Vulgarousimples, geralmente chamadas de verrugas - crescimentos acastanhados e redondos aparecem no pescoço, sobem alguns milímetros acima da pele.

O tipo de papiloma depende do tipo e da atividade do vírus, e a resistência do corpo determina o número e o tamanho das formações.

Diagnóstico

O diagnóstico leva em consideração a aparência característica. Normalmente, o corpo da neoplasia está preso ao corpo com uma perna fina, às vezes se assemelha a verrugas planas. Porém, para fazer um diagnóstico mais preciso, é feito um esfregaço ou raspagem, que permite examinar o biomaterial quanto à presença de partículas virais.

Nesse estágio, não apenas o vírus é determinado, mas também o risco de degeneração do papiloma em neoplasia maligna.

Tratamento

Antes de iniciar o tratamento do papiloma cervical, é recomendável consultar um dermatovenerologista, pois o HPV pode ter propriedades oncogênicas e, no caso de forma maligna, a terapia domiciliar é contra-indicada.

Medicação

Medicamentos para o tratamento de papilomas

Para se livrar do papiloma, você pode usar produtos farmacêuticos especiais. No entanto, o manuseio desses medicamentos requer extrema cautela, pois é altamente recomendável evitar o contato com a pele saudável.

O uso descuidado do produto pode causar queimaduras, cicatrizes, cicatrizes quelóides.

Em casa, os seguintes meios modernos de tratamento de papilomas podem ser usados:

  1. Soluções de cauterização.Aplicar pontualmente com um palito de madeira ou palito fino. Para o tratamento de pequenas formações com diâmetro não superior a 2 milímetros, uma única utilização do produto é suficiente.

    Para remover crescimentos maiores, a solução é aplicada 3-4 vezes, 1 camada é aplicada, aguardam a secagem e repetem o procedimento.

  2. Uma mistura de éter dimetílico e propano.O princípio de ação da ferramenta é a crioterapia. O medicamento é aplicado no papiloma com um aplicador (após o uso é descartado), geralmente uma aplicação é suficiente. O kit inclui 12 aplicadores, então você pode usá-lo para tratar vários crescimentos de uma vez.

    Se não houver resultado após uma única aplicação, você pode repetir o procedimento mais 2 vezes.

  3. Gesso especial para papilomas, que contém ácido salicílico e enxofre na composição. Sua ação tem efeito ceratolítico.

    Antes de tratar crescimentos com um esparadrapo, você deve vaporizar a pele após um banho quente. O gesso deve ser guardado por dois dias. A neoplasia pode ir embora imediatamente com o gesso e, se ficar no pescoço, você deve vaporizar sua pele e esfregar levemente com uma toalha dura ou pedra-pomes.

  4. Ácido salicílico- pomada e solução a 10%. A solução é pontilhada com um fósforo, diariamente até que a formação amoleça. Após seu tratamento, recomenda-se aplicar um curativo por várias horas.

    A pomada de ácido salicílico é aplicada em camada fina, depois coberta com um guardanapo e fixada com um curativo. A duração da terapia é geralmente de 2 a 3 semanas, os procedimentos devem ser realizados a cada 2 dias.

Importante!Para evitar danos ao tecido saudável durante a aplicação das soluções, a área adjacente deve ser tratada com pasta de zinco. Após o procedimento, pode ser facilmente removido com gaze.

Remoção na clínica

Remoção do papiloma por eletrocoagulação

Se o crescimento aumentar muito, é sinal de que você deve procurar uma clínica especializada, pois nenhum médico pode determinar imediatamente as causas do crescimento. Os motivos para o agravamento da situação são sempre individuais e identificados através de hemograma e biópsia.

Existem vários métodos para a remoção clínica de papilomas:

  1. Criodestruição.Este método envolve o congelamento do papiloma com baixas temperaturas.

    O procedimento é realizado com um cotonete embebido em nitrogênio líquido, que é aplicado na neoplasia por alguns segundos. O procedimento proporciona sensações desagradáveis e um tanto dolorosas, no entanto, é bastante tolerável. Nenhuma anestesia é aplicada.

    Um dia depois, no local da cauterização, é possível visualizar uma bexiga, que deve ser aberta de forma independente com uma agulha de seringa descartável, tendo previamente tratado a pele com um antisséptico. Depois, por uma semana, a ferida deve ser tratada com verde brilhante duas vezes ao dia.

  2. Cirurgia a laser.Este é um método moderno e indolor que não implica em contato de instrumentos médicos com a pele. Os feixes de laser cauterizam o pólipo, parando simultaneamente o sangramento e desinfetando o local do crescimento. O procedimento não causa complicações e não deixa cicatrizes ou queimaduras.
  3. Eletrocoagulação.O acúmulo é queimado por corrente elétrica. No terceiro dia após o procedimento, aparece uma crosta seca, que cai em uma semana.

    As vantagens desse método incluem a possibilidade de exame histológico do papiloma.

  4. Coagulação do plasma.O papiloma é removido com um feixe de plasma. A neoplasia evapora lentamente, em 0, 1 mm, quando exposta a um fluxo bactericida de ozônio. Este é um método de tratamento sem contato que exclui a infecção do local da lesão.

    Após o procedimento, é proibido vaporizar a pele, umedecer o local do pólipo retirado, retirar a crosta que apareceu e excluir os raios solares.

    O processo de regeneração pode ser acelerado lubrificando o pescoço com um anti-séptico. Você também pode usar um pó antibacteriano para uso externo.

Remédios populares

Ervas secas para se livrar de papilomas

Os seguintes são considerados métodos eficazes para eliminar neoplasias:

  • Infusão de erva seca celandine, brotos de batata jovem e brotos de thuja. . . Todos os ingredientes devem ser ingeridos em proporções iguais e preenchidos com álcool. Insista por cerca de 2 semanas, após o que os crescimentos são lubrificados uma vez por dia. Neste caso, deve-se aplicar o produto, aguardar até que sequem, depois repetir a manipulação.
  • Suco de celidônia recém cortada, barbante, dente de leão ou chaga. . . São aplicados várias vezes ao dia até que a formação amoleça. A seguir, a área tratada deve ser selada com gesso. Você também pode usar óleo de rícino, bagaço de maçã azedo, amônia.
  • Infusãocelidônia e azeite. . . A erva deve ser colhida durante o período de floração, cortada em pedaços e preenchida com óleo na proporção de 1: 1. O remédio é insistido por um mês. Os papilomas devem ser lubrificados pelo menos 4 vezes ao dia.
  • Um agente antiinflamatório eficaz éinfusão de ervas: cavalinha, urtiga, erva-cidreira, raiz de dente de leão e folhas de bananeira. . . Para cozinhar, coloque 3 colheres de sopa de água fervente com um litro. eu. coleção seca. Tome 20 g antes das refeições durante 10 dias.

Também é recomendado o uso de decocções que aumentam a imunidade e têm efeito tônico. Por exemplo, decocções de equinácea e roseira brava são úteis.

Características de tratamento

O esquema de qualquer tratamento deve ser acordado com um especialista. Ele traçará um curso de forma que inclua a remoção dos próprios papilomas do pescoço do paciente e o uso de antivirais.

A remoção do hardware por si só não trará um resultado permanente e as neoplasias retornarão depois de um tempo. E o uso apenas de antivirais não permitirá a eliminação rápida dos crescimentos, já que a eliminação desse vírus do organismo é um processo muito difícil.

Um passo importante no tratamento do HPV é fortalecer o sistema imunológico humano. Para isso, vários chás, infusões (camomila, equinácea, roseira brava, limão, groselha) e complexos vitamínicos de farmácia são adequados.

O tratamento deve começar com doenças crônicas concomitantes, se houver, então é mais fácil para o corpo lidar com o vírus sem desperdiçar energia na resolução de problemas menores.

Além disso, os crescimentos não devem ser arrancados, perfurados ou cortados. No entanto, se isso ainda aconteceu, é necessário tomar todas as medidas para evitar a infecção:

  1. Lave as mãos.
  2. Pegue um algodão, umedeça com água oxigenada a 3%.
  3. Em seguida, você deve colocar o disco na ferida, molhe-o bem.
  4. Você pode aplicar um anti-séptico especial na ferida.
  5. Cubra a área afetada com um esparadrapo bactericida.

Se você ainda não iniciou o tratamento e está planejando apenas ir ao médico, é melhor manter o papiloma rompido para que o médico possa examiná-lo e estabelecer os parâmetros do HPV.

Se os tumores coçarem e a pele ao redor doer, você deve informar o seu médico. Esses sintomas podem ser evidências da degeneração da formação em um tumor maligno. Nesse caso, as medidas de tratamento atuais podem ser ineficazes e exigir substituição.

Complicações

O vírus do papiloma pode causar complicações. Essas complicações não só trazem uma sensação de desconforto, mas também podem representar uma séria ameaça à vida e à saúde humana.

Essas complicações incluem:

  • Inflamação do papiloma- com a inflamação da verruga, a pele ao redor fica inchada, fica vermelha, a pessoa sente desconforto e dor. Esse fenômeno deve ser eliminado, e os mais comuns podem ajudar nisso. Produtos de higiene-peróxidoesabão, assim como no pescoço deve cairAr fresco. . .
  • Lesão de papiloma- uma verruga perfurada, arrancada ou cortada é perigosa, com risco de infecção e início de um processo inflamatório. Lesões frequentes também podem contribuir para a degeneração de células saudáveis da pele em câncer.
  • Malignidade- o processo de transição dos papilomas para a forma maligna, a partir do qual é possível o aparecimento de um tumor cancerígeno. Se não for tratada, pode afetar a linfa e o fluxo sanguíneo e se espalhar para a pele saudável do pescoço.

Profilaxia

Pescoço limpo de uma menina sem papilomas

É impossível se proteger completamente da infecção pelo papilomavírus humano. Penetra facilmente no corpo humano e parasita, geralmente sem se manifestar de forma alguma e sem causar distúrbios.

Para reduzir o risco de infecção, as seguintes regras devem ser seguidas:

  • Limpe as mãos e o pescoço regularmente com lenços antibacterianos.
  • Mantenha as mãos sempre limpas. Lave-os depois de visitar os banheiros públicos, seque ao ar ou seque com toalhas descartáveis.
  • Não use roupas ou chinelos de outra pessoa, não use acessórios de banheiro de outra pessoa.
  • Cuidado com a pele - cure micro-lesões e remova rebarbas em tempo hábil.

Resumindo, deve-se destacar que hoje não existe terapia para a retirada radical do papilomavírus do corpo humano. No entanto, os crescimentos que aparecem devido à infecção por HPV podem ser curados com hardware, métodos farmacêuticos e populares.

Simultaneamente com o curso principal de tratamento, é necessário realizar uma melhoria geral do corpo: aumentar a atividade física, fortalecer a imunidade, parar de beber álcool e fumar.